terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Teu território

Perdi o eixo, o prumo o norte não acho minhas fronteiras, venha desbravar meu território e delimitar as dividas, onde és o senhor.
Nina

Um comentário:

A Flor do Sul disse...

Se pagamos nossas dívidas, conquistamos paz de espírito, mas às vezes demora...