quarta-feira, 18 de março de 2009

Desabafo


Ilustração: Kendra

"É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos."
Fernando Pessoa


Estou me sentindo cerceada demais, pouco consigo escrever. E vale ressaltar, que vivo da palavra escrita e falada, sendo assim trata-se de algo preocupante quase patológico. É como se uma voz ecoasse dentro de mim, voz esta paternal, que diz: filha ousa mais e fale menos, pior que isso esta afetando a forma escrita, da mais pura e louca expressão, confesso que estou assustada, a beira de um colapso, uma greve dos sentidos, meu espírito criativo encontra-se em cárcere privado, sem previsão de soltura, sendo se quer houve pedido de resgate.
Confesso, que tentei me inspirar, recorri como uma faminta a toda boa literatura, a qual sou devota, e nada me prende nem embriaga, restou esse humilde desabafo como tentativa de marcar esse modesto blog e dar a ele minha identidade e digitais.
Seria esse lapso criativo, um pressagio de grandes e fortes emoções???
Cansaço acumulado por não ter gozado de férias no segundo ano consecutivo???
Socorro preciso criar, não quero ficar parada sob minhas margens.

4 comentários:

brankinho disse...

Toma uma 51 com limão que melhora.

Ernani Netto disse...

Falo por minha experiência, escrever demanda colocar a cabeça no lugare ter paz...

Prociure estar de bem consigo mesma que você terá inspiração.

Bjaum

Fausto Sotam disse...

A vida é criação, mas existem sempre as estações (Outono\Inverno) do ano que fazem tudo adormecer, é sempre um período de introspecção. A seguir a tormenta vem sempre a calma. O corpo precisa sempre de descanso... Relaxa ...

Nina disse...

Branquinho:
Tu não tem fundamento guri kkkkkk

Ernani:
Tens razão ando ansiosa demais

Fausto:
Preciso mesmo descansar