quarta-feira, 7 de janeiro de 2009


Eu vivo a vida a vida inteira. A descobrir o que é o amor. Leve pulsar do sol a me queimar. Não penso ter a vida inteira. Para guiar meu coração. Sei que a vida é passageira. E o amor que eu tenho não. Quero ofertar. A minha outra face à dor. Deixa eu sonhar com a tua outra face, amor.
(Ângela Rô Rô)

Ilustração: Ana Oliveira

Um comentário:

A Flor do Sul disse...

Sonhar é de graça e faz bem.